Av. Ceci, 2262 - Planalto Paulista contato@humaniversidade.com.br (11) 5055-2800

Curso Instantâneo de Formação (gratuito!) e receita infalível para ficar rico ensinando Yoga

Não quero ser repetitivo com os temas que escolho para escrever neste site, mas as atuais circunstâncias nos mostram que alguns assuntos estão longe de se esgotar. Um deles é o tratamento patife e caricato que o Yoga está recebendo nos meios de comunicação. Do jeito que as coisas estão sendo apresentadas, esse sofisticado sistema de filosofia está ficando muito parecido com um cachorro vira-lata (com todo respeito pelos simpáticos quadrúpedes).

Para evitar que as coisas piorem, achei que seria uma boa idéia estipular um padrão mínimo de ensino para que esta tradição milenar não se perca. Dessa forma, e inspirado pelos cursos de nivelamento oferecidos pelos CREF’s, criei um Curso Instantâneo de Formação. Igualmente, juntei a ele uma série de dicas importantes que podem ser aplicadas por aqueles que aspiram a ficar ricos ensinando Yoga, sem abrir mão da profundidade filosófica dos ensinamentos (tá bom, só um pouquinho!).

Agora, você pode aproveitar minha vasta experiência como megaempresário do Yoga para também ficar rico. Por primeira vez na história, estou revelando gratuitamente o segredo do sucesso de tantos gurus que prosperaram em ocidente. A informação para este curso foi retirada da mídia não especializada que, como todos sabemos, é a fonte de pesquisa mais fidedigna sobre as tradições ancestrais do Yoga.

Caso você esteja interessado em fazer sucesso e dinheiro aplicando esta receita de Yoga (aliás, já divulgada pela mídia), reúna ao longo de uma aula de 60 minutos os ingredientes listados a seguir. Para ensinar este tipo de Yoga, não se exige nenhuma experiência prévia. Só precisa ser bastante cara de pau e ter um pouco de criatividade. Esta fórmula é especialmente indicada para academias de ginástica:

Como apresentar-se:
– use roupas sensuais e apertadas (e dane-se a circulação)
– se você for mulher, pense num implante de silicone (mas só se for XG!)
– loirice sempre está de moda nas academias. Se você não for loira, pense em ficar loira
– se você for homem, malhe bastante ferro e tome L-carnitina (suco de boi ralado, que ajuda a destacar os músculos)
– se não tiver tatuagens, faça-as
– se já estiver tatuado, tatue-se mais, preferentemente com motivos hindus.

Acrescente à sua prática:
– algumas séries de saudação ao sol
– um pouco de alongamento
– um pouco de contorcionismo
– algumas séries de abdominais
– uma postura de cabeça para baixo
– alguns minutos de descanso.

Certifique-se de que as pessoas transpirem bastante. Para tanto, feche as janelas se for preciso. Fale bastante em queima de calorias.

Use expressões como estas:
– vamos lá, força!
– é isso aí, pessoal!
– puxa mais! (ou estica mais!)
– show!
– uhu!

Elimine qualquer menção à ética do Yoga, principalmente durante as práticas, para não distrair os alunos que estejam apreciando (ou invejando) alguma parte da anatomia ou a performance dos demais.

Evite fazer invocações, mantras ou visualizações que possam assustar seus alunos ou tirá-los de seus devaneios. Reduza os respiratórios e elimine sumariamente a meditação (afinal de contas, meditar é mesmo um saco). Imposte a voz e esforce-se para fazer cara de inteligente.

Evite as seguintes palavras:
– filosofia
– auto-conhecimento
– transcendência
– espiritualidade
– iluminação

Qualifique seu método com adjetivos como estes:
– científico
– anti-espiritualista
– malhação corpo-mente

Sorria bastante, especialmente na execução das posturas mais difíceis (treine frente ao espelho, se for preciso). Avise às pessoas que as práticas que você ministra têm mais de 5000 anos de garantia e existência comprovada. Invente um nome indiano para seu mestre imaginário e declare que você recebe instruções diretamente do além (tente não rir de si próprio ao fazer isso. Com o tempo, você irá se acostumar). Monte uma campanha de marketing e faça uma vernissage numa academia da moda para lançar sua criação.

Use slogans como estes:
– o exercício que traz força, flexibilidade e bem-estar
– a mais nova onda em matéria de condicionamento físico
– ginástica puxada
– força, flexibilidade, equilíbrio e melhor condicionamento cardiovascular
(citações ipsis literis da reportagem da revista Veja de 19/11/2003)

Chame isto de yoginástica, bodyoga ou invente algum outro nome criativo. Pronto! Você já tem a receita perfeita. Há dezenas de milhares de ávidos praticantes desejosos de aumentar sua qualidade de vida aplicando seus ensinamentos “milenares” (mesmo se você não tiver a mínima idéia do que esteja fazendo). Como essa receita foi descrita inúmeras vezes por revistas especializadas em qualquer coisa, como Veja, Boa Forma, Nova e outras, não há como falhar.

Posteriormente, abra franquias, que lhe possibilitarão cobrar polpudos dividendos. Use gente bem jovem. Especialize-se nesse público, pois os jovens são mais fáceis de serem manipulados.

Quando for suficientemente rico, peça para seus discípulos organizarem uma doação de alimentos para campanhas beneficientes como Fome Zero ou Natal sem Fome. Certifique-se de chamar a imprensa ao fazer sua doação. Isso atrairá potenciais clientes e pode servir como uma lavagem de consciência (caso você tenha alguma. Se não tiver, esqueça).

Escreva sua auto-biografia aos 35 anos. Invente, exagere ou distorça detalhes que possam tornar a leitura mais interessante (afinal de contas, uma biografia notável deve ser fabricada com fatos notáveis, heróicos ou nobres, que nem sempre coincidem com a vidinha normal que você tem). Não esqueça de colocar-se como empresário muito bem sucedido e feliz (mesmo que não seja).

Uma dica importante: repita o processo inteiro ao perceber que o interesse do público está começando a esmorecer. Se for preciso, desta vez use um turbante e roupas indianas. Exija que seus alunos o chamem de “mestre”. Nunca falha.

Fonte: www.yoga.pro.br

Curso de Psicanálise Freud, Jung e transpessoal
psicanalise-transpessoall

Saiba mais

O psiquiatra (atenção: é o psiquiatra e não o psicanalista) é um profissional da medicina que, após ter concluído sua formação, opta pela especialização em psiquiatria, que é composta de 2 ou 3 anos e abrange estudos em neurologia, psicofarmacologia e treinamento específico para diferentes modalidades de atendimento, tendo por objetivo tratar as doenças mentais. Ele é apto a prescrever medicamentos, habilidade não designada ao psicólogo. Em alguns casos, a psicoterapia e o tratamento psiquiátrico devem estar aliados.

O psicólogo tem formação superior em psicologia, ciência que estuda os processos mentais (sentimentos, pensamentos, razão) e o comportamento humano. O curso tem duração de quatro anos para o bacharelado e licenciatura e cinco anos para obtenção do título de psicólogo. No decorrer do curso a teoria é complementada por estágios supervisionados que habilita o psicólogo a realizar psicodiagnóstico, psicoterapia, orientação, entre outras. Pode atuar no campo da psicologia clínica, escolar, social, do trabalho, entre outras.

O profissional pode optar por um curso de formação em uma abordagem teórica, como a Gestalt-terapia, a psicanálise, a terapia cognitivo-comportamental.

O psicanalista é o profissional que possui uma formação em psicanálise, método terapêutico criado pelo médico austríaco Sigmund Freud, que consiste na interpretação dos conteúdos inconscientes de palavras, ações e produções imaginárias de uma pessoa, baseado nas associações livres e na transferência. Para as instituições formadoras, o psicanalista pode ter formação em diferentes áreas de ensino superior (ou 2º grau completo).

A Constituição Brasileira assegura o exercício livre de qualquer atividade profissional, no território brasileiro, desde que a referida profissão não seja regulamentada por Lei.

Para regulamentar uma profissão, toda uma avaliação é feita, levando em conta a área de atuação do profissional, a amplitude da profissão em território brasileiro e a formação dos profissionais. Somente após essa avaliação e ainda levando em conta todo o interesse político, cria-se uma autarquia federal com o objetivo de regulamentar, fiscalizar e promover o exercício profissional. Esta autarquia é um Conselho Federal, que se divide em diversas regiões fiscais denominadas Conselhos Regionais.

Como aconteceu com quase todas as profissões, ao se dar a criação de um Conselho Federal, diversos profissionais estavam em pleno exercício profissional, sem cumprir, no entanto, os diversos requisitos de formação exigidos por lei. Comprovado a formação mínima e o exercício profissional por um tempo, geralmente cinco anos, os praticantes foram filiados automaticamente aos recém-criados Conselhos.

Exemplo disto foi a criação do Conselho Federal de Psicologia, o qual aceitou diversos profissionais com formação em Filosofia e pós-graduados em Psicologia, como “psicólogos” de fato.

Vale a Pena Viver – Poema

DIANA

Quando eu era pequenina pensava que o mundo fosse assim; se eu gostasse de todo mundo o mundo inteiro gostaria de mim.

Agora que eu cresci vejo que tudo é diferente; a gente gosta de todo mundo mas nem todos gostam da gente.

Foi assim que eu percebi que a gente continua mudando; um dia gosta de uma coisa e no outro não está mais gostando.

A vida continua mudando, mas nem sempre para melhor; pois as barreiras que a gente enfrenta exige muito suor.

É agora que eu começo a entender o porquê de tanto sofrimento; mas já pensaram como seria se não sofrêssemos nenhum momento?

Agora eu sei porque nessa vida para alguns nada dá certo; é simplesmente para aprender a se dar valor, gostar da vida e ficar mais esperto.

De que vale ganhar a vida de mão beijada e cheia de glória? Não deve ter a mínima graça não poder sentir o sabor da vitória.

Esse é o meu consolo, em um momento de tristeza; penso no verdadeiro sentido da vida e como é grande a sua beleza.

Pois a vida é muito linda e também cheia de graça; de que vale ter uma vida e não dar valor ao tempo que passa?

É, o tempo passa e nunca mais volta como em um momento de prazer; a gente sente só naquele instante, fica na lembrança e com isso se vê que vale a pena viver.

DMV/ NM 

GratidãOM

Diana Prem Zeenat

Integridade Interior

Como lidar com o confronto e com as emoções desagradáveis quando elas se revelam para superfície e transbordam pelos nossos corpos, através de ações, palavras e pensamentos?

Talvez não seja tão simples, porém, teremos que observar a atuação da mente e das personalidades.

Existem muitas personas que atuam através de nós, umas são boas e outras não tão boas, umas são maduras, amorosas e sábias, outras imaturas, birrentas e vingativas. O fato é que nos identificamos mais com umas do que outras e, muitas vezes, o que elas querem é provar que estão certas no seu ponto de vista 90% do tempo por muitos motivos; por se sentirem rejeitados, excluídos, traídos, abandonados, desrespeitados, injustiçados, indignados, não amados e tantas outras razões. É desta forma que nasce o estado de conflito e com ele pensamentos e emoções que nos roubam a paz e a integridade interior.

Muitas vezes somos sequestrados pelos pensamentos e pelas emoções e nos sentimos prisioneiros desses pensamentos e das emoções que provocam em nosso receptáculo (corpo) sensações de impotência, perplexidade, choque, fechamento, endurecimento, colapso, depressão e muitas outras somatizações. Muitos seres se tornam biorobôs ou zumbis, estão de forma medíocre se esforçando para existir e de fato não estão vivendo em plenitude e felicidade.

Existem as personalidades pai, mãe, professor (a), empresário (a), filho (a), executivo (a), jornalista, advogado (a), namorado (a), marido, esposa, amigo (a) etc.; e podemos atuar em vários papéis. Cada personalidade tem um conjunto de crenças, valores, critérios, emoções e sentimentos e é muito comum que elas estejam brigando entre si dentro de nós e, assim, também nasce o estado de conflito e esse estado de conflito interno é refletido projetado e expressado no mundo externo, nos relacionamentos.

O que podemos fazer em relação a qualquer coisa que está acontecendo é observar, expressar e o que não conseguimos expressar, experienciar. O Problema é que muitos seres não conseguem fazer isso, então criam rotas de fuga, como: comer, beber, fumar, se drogar, ficar o dia todo no computador ou TV, trabalhar em excesso, se tornar vitima das situações, negar, (fazer de conta que nada está acontecendo) filosofar, justificar, (“é Karma, é macumba, estou sob influência de um espírito obsessor, foi Deus que quis assim…”, etc.).  O fato é que nos defendemos, agredimos e escapamos para não assumirmos a nossa parte de responsabilidade, ao entendimento que somos criadores da nossa vida e das situações e também para não entrarmos em contato com a dor e o sofrimento que os conflitos nos causam.

GratidãOM

Diana Prem Zeenat

 

 

 

“Você precisa praticar a integridade interior. Vá fundo dentro de si mesmo e veja o que está realmente lá. Quando você vai fundo, não encontra nada além de medo, essencialmente medo. Existe ilusão, astúcia, ciúmes e todos os tipos de emoções negativas que o medo pode gerar.

Está tudo lá. Você precisa encarar isso, e encarar não significa mudar, mas apenas olhar. Não tente mudar nada, porque estes são os conteúdos da mente, e a mente é tão antiga quanto o próprio homem.

A mente NÃO é você, mas está em você. E ela permanecerá assim, mesmo para uma pessoa iluminada. A única diferença é que a pessoa iluminada não se identifica com a mente, não tenta mudá-la, não se sente mal com o conteúdo da mente. Uma vez que você vê o que está lá no fundo, e compreende que a mente é assim para todos – porque é a mesma mente para todos – a mudança de percepção começa a acontecer.”

“ O ensinamento diz que você não pode mudar e não há necessidade de mudar porque você foi criado assim. Você é Isto. Isto é tudo. Este é o único ensinamento. Portanto você aceita, “eu não posso mudar”. Então o que há para fazer?

Não há nada a fazer. E não há nada errado com isto porque eu fui criado assim. Você não criou a si mesmo. Deus o criou assim, ele tem algum propósito para cria-lo. Então há aceitação completa.”

– SriAmmaBhagavan

 

 

Programações e Condicionamentos

Quando eu ouvi essa frase “Somos bios robôs programados” isso ficou por um tempo ecoando dentro de mim e a reflexão e a observação me fizeram “Ver” que de fato o que está agindo na maior parte das pessoas, são os programas que fomos implantados desde que nossos pais pensaram e planejaram ou não nos conceber.

Esses programas nos tornam limitados e condicionados a responder, reagir de determinadas formas diante das circunstâncias ameaçadoras do dia a dia o mesmo acontece com situações prazerosas.

Porém em meio a isso tudo, surge a consciência elevada que nos conecta a uma força suprema que nos guia e nos ajuda o tempo todo em nosso processos de crescimento e evolução, dissolvendo cargas emocionais profundamente cristalizadas e enraizadas. Também opera através de nós as consciências inferiores e quando estamos nessa frequência geramos muitos conflitos, ferimos as pessoas, com ações palavras e pensamentos e com isso tomamos decisões desse lugar dessa consciência podendo nos causar mais conflito, dor e sofrimento.

Todos nós somos um conjunto de experiências e temos muitas histórias poderiam escrever inúmeros livros ou novelas dramáticas, sobre tudo que vivemos. Porém um fato em comum que a maioria de nós temos, é que sofremos e sentimos dor nessa jornada em busca do amor, pois todos ansiamos por amar e sermos amados.

É logico que nossas ânsias são muitas, queremos conquistar ser reconhecidos, obter sucesso, segurança, felicidade, e muitos de nós ansiamos em alcançar a iluminação e fazemos todos os esforços para tornar isso possível.

Des dos meus 16 anos quando ouvi falar sobre ser iluminado eu sempre busquei por isso. Tive oportunidade de sentar com muitos iluminados, praticar inúmeras meditações e formulas para obter esse estado de iluminação. E o que eu posso dizer é que tudo que eu fiz me ajudou a “estar bem”, me livrar de muitos programas infectados pelo vírus do sofrimento e preparou os meus corpos para sustentar o despertar. Pois o despertar ou a iluminação são dadas para nós pela presença universal não é algo a ser conquistado.

É um relembrar, é uma conexão, é um estado de unidade com todas as coisas, onde toda a sensação de solidão e separação desaparecem, é um modo de operar e estar no mundo muito diferente e as percepções das coisas e situações muda completamente.

A alguns anos atrás quando eu ouvia essas frases

“ O sofrimento não está no fato, mas na interpretação do fato”

“ Tudo acontece automaticamente”

Havia muito esforço para entender e até aceitar hoje vejo que são verdades inquestionáveis e o que nos impede de compreender são os condicionamentos e as cargas emocionais e conhecimentos, muitos completamente inúteis ocupando espaço no nosso HD chamado cérebro.

Você deve estar se perguntando e o que eu faço agora?  E a resposta é…

Fique com o que É…

Fique exatamente com o que está acontecendo … e experiencie completamente

Busque pela conexão divina e aprofunde os laços com o pai e mãe divinos

GratidãOM

Diana Prem Zeenat

GratidãOM

DIANA

O que é gratidão?

É a conexão com o coração e com a criação

É aceitação que tudo é perfeito como é

É o estado de graça

É a entrega para a grande inteligência infinita

É o sentimento e a atitude de comunhão com o universo

É um presente para nos ajudar a crescer em consciência e amor

O experienciar da gratidão nos faz conectar com o divino e nos conduz ao estado de Ananda – felicidade e êxtase

Todos os dias devemos exercitar o “eu sou grato”, por tudo e todas as experiências sejam elas de conquistas e plenitudes ou desafios e dificuldades

A Gratidão nos motiva a realizar nossa visão e propósito e conquistar a independência física, material emocional.

A Gratidão leva a nos manter firmes no propósito de despertar da humanidade e seguimos em frente para contribuir e somos preenchidos de clareza que nos ajuda a remover, contornar e ultrapassar qualquer obstáculo.

Sri Bhagavan disse em um darshan, que para uma certa tribo africana, Gratidão é ” Eu não existo sem você, meu Deus, sem você eu jamais existiria .”

” Uma pessoa com gratidão pode sustentar uma visão, guiando-a a realização.” Sri Bhagavan

A gratidão nos dá abundância e motivação para entrar em ação nos preenchendo com criatividade e coragem, força interior que nos impulsiona a dar o nosso melhor na jornada da criação do nosso universo.

Expressar nossa gratidão todos os dias a tudo e a todos é uma prece e um reconhecimento que ajuda nos manter conectados as consciências mais elevadas e a florescer o coração

  Sou grata a você que está desfrutando dessas sementes em forma de palavras

Sou grata aos meus pais e antepassados

Sou grata ao pai divino e a mãe divina que estão sempre presentes em minha vida

Sou grata a todas as pessoas que tive a honra de aprender, e compartilhar os aprendizados

Sou grata a todas as experiências que vivi que faz ser quem sou

A gratidão é uma forma de nos manter conectados com a presença Divina

E quando você dá um passo em direção ao divino ele dá cem passos em sua direção

GratidãOM

Diana Prem Zeenat

 

Receitas para ficar doente

Otávio Leal (Dhyan Prem)
Diversos

Hoje é muito fácil adquirir doenças desde as mais simples as mais destruidoras, graves e mortais. Leia abaixo, dicas competentes e fáceis para adoecer.

• Beba muito álcool. Seja um escravo desse prazer ridículo e diminuto. Beba álcool e não namore. Acredita-se que 9% dos brasileiros são dependentes de álcool, inclusive alguns dos seus principais dirigentes. Beber e dirigir causa 60% dos acidentes com vítimas fatais e limitações físicas graves.

• Se a bebida alcoólica for insuficiente para criar um inferno em sua vida e dos próximos a ti, também seja viciado e escravo de jogos de azar, loterias, bingos, etc.

• Tome todos os remédios possíveis que estão na moda nas farmácias, preferindo os sem receitas e fuja da homeopatia que é ótima inclusive para se evitar desequilíbrios. Fique longe também de fitoterapia, tai-chi, Yoga, alimentação natural, vida saudável, argilaterapia, caminhadas, exercícios moderados, contato com a natureza.

• Sofra da coluna mantendo sempre uma má postura, vendo TV uma boa parte do dia jogado no sofá, sente-se por várias horas de forma incorreta, em automóveis, e no trânsito aproveite para se irritar, xingar, gesticular quando o mesmo está parado.

• Tenha o porco como um exemplo de alimentar-se caoticamente e sem limites. Eles vivem dormindo e pouco fazendo sexo. (O ideal é se alimentar muito da carne de porco para ser igualzinho a ele.) Não tenha como exemplo de vida os Yoguins sérios.

• Fique diabético (hoje é moda) consumindo muito açúcar. É fácil: Beba muito café com açúcar, sorvetes, massas, todo tipo de comida industrializada. No mercado. fuja dos orgânicos, das frutas e verduras. Prefira à seção de salgadinhos, bolachas, patês de carnes em geral, congelados e encha o carrinho.

• Vícios como o álcool e drogas alucinógenas causam impotência, a demência lesa os órgãos digestivos e se você não morrer nas mãos de um traficante, ou num acidente, você pode cultivar um bom câncer de estômago ou fígado que te ajudará a “viajar no barato” da quimioterapia.

Amo você terapeuta que como viajante solitário busca tratamentos, pontos de meridianos, ervas, florais, aromas, meditação, músicas e muito mais para equilibrar o seu paciente. Que dedica horas de sua madrugada a estudar sobre o que é melhor para seus pacientes.
Amo você terapeuta, sempre generoso, que vaga pelos corpos e almas de seus amados pacientes, buscando seus segredos mais íntimos, mostrando que vale a pena continuar vivendo e que é possível viajar nos toques de suas mãos.

• Quando visitar uma livraria compre livros de receitas gordurosas além de assistir na TV, a tarde, os programas que ensinam receitas deliciosas cheias de gordura e açúcar. Não beba líquidos nem chás diuréticos como a pata de vaca, não faça jejum, almoce todos os dias no self service com sobremesa incluída, não use cereais integrais, missô, sal marinho, açúcar mascavo ou mel, saladas frescas ou frutas em geral.

• Cultive e preserve uma enorme barriga consumido muita cerveja e refrigerante (dilatam o estômago).
Ande muito de carro o que ajuda a poluir o planeta e com o pagamento de impostos, sustenta os parasitas que supostamente dirigem o País, fique sentado em sofás “confortáveis” sofra de prisão de ventre, tenha gases e seja um conformista acreditando que sua barriga é genética. Atenção: não pratique o Yoga que equilibra o sistema glandular e nem artes marciais sérias como Karatê-do, Kung fu, Aikidô e Iai-Dô.

• Engula suas emoções e sentimentos e tenha preconceito que terapia é para loucos. Não faça o grupo Anima Soma da Humaniversidade que pode lhe conduzir a uma vida plena e feliz e nem outras formas competentes de terapias como a Junguiana.

• Viva sempre estressado, correndo muito, trabalhe muito e cada vez mais, trabalhe com algo que odeie, não siga suas vocações e desenvolva uma úlcera digestiva, gastrite nervosa, insônia, bruxismo e desenvolvendo isso tome seus analgésicos, antibióticos, ansiolíticos, calmantes, vá sempre a consultas médicas e você ficará muito feliz com o atestado que o médico te dará de 2 dias em casa. Hoje é normal ser dependente de remédios assim jamais faça meditação, dança sagrada, Liang Kung, Chi-Kung – pois isso te daria paz.

• Eduque seus filhos para serem doentes não dando amor, atenção, ternura, e obrigando os mesmos a serem falsos e mentirosos. Matricule-os em esportes competitivos e em escolas que ensinam matérias (conhecimento) e jamais que ensinem vida (sabedoria).
Não dialogue com os mesmos, principalmente sobre sexo que quando ensinado deve ser apontado como algo sujo e pecador. Não abrace ou massageie seus filhos, pois isso é tão terapêutico que não terás filhos doentes.

• Saiba que é fácil ter problemas menstruais e corrimento vaginal, tanto é, que 92% das mulheres o tem. Coma todo tipo de alimento industrializado, não viva grandes amores e não utilize banhos fitoterápicos de assento, própoles, pólen, chás como nabo e alho, não pratique Do-in e acupuntura e não utilize emplastos de argila (consulte um naturopata).

• Consuma ao máximo tudo que você vê nas propagandas da TV, do computador e navegando na net. Aproveite ainda para criar tendinite, perder preciosas horas de meditação, oração, leitura saudável ou de sono nos msn’s, orkut’s, nas pornografias e mantendo-se isolado, sem intimidade com os outros seres, cultural ou intelectual.

• Não estude investindo assim em ignorância. Quando estudar algo, desista no meio o que é um ótimo exemplo para seus filhos. Quem estuda é mais inteligente e tem saúde cerebral, assim não leia nenhum livro para que possas cultivar uma genialidade como teus líderes políticos.

• Torne-se cada vez mais preguiçoso, evite as caminhadas, principalmente ao ar livre. Corridas leves são indicadas a quem busca saúde o que não é o caso dessas receitas. Seja sedentário e quando for fazer eventualmente algum esporte prefira o futebol aos finais de semana, que além de estimular a competição, e não a solidariedade, ainda pode lesionar os joelhos.

• Em toda sua vida nunca faça monodietas ou jejum. Também não faça peregrinações espirituais, meditação ZEN, sexo tântrico ou dieta do Limão.

• Alimente-se com muitas salsichas, presunto, frituras, margarina, gorduras abundantes, feijoada que em alguns restaurantes são servidas diariamente (aproveite), carnes em geral optando pelas calabresas e todos os derivados de porco.

• Não tenha força de vontade jamais. Coma muitos doces, sorvetes, alimentos enlatados sem limites.
Se entregar a vícios e hábitos negativos é melhor do que persistir e superar a si mesmo. Ser controlado pelos hábitos negativos é melhor do que ser forte e persistente, não se inspire em líderes de verdade como Gandhi, Tereza, Coen, Dolano, Mandela, Dalai Lama, dentre outros que se superaram e renasceram como seres humanos de verdade.

• Não fique próximo a natureza. Em momentos de lazer prefira os shoppings principalmente, aos sábados e domingos onde os mesmos ficam lotados com pouco ar puro, muito barulho e valores materialistas. Leve seus filhos desde pequenos aos shoppings, principalmente quando estão lotados, assim estarão ensinando o consumismo e os estressarão com locais caóticos e barulhentos.

• Prefira desistir de tudo o que inicia. É ótimo deixarmos uma série de situações mal resolvidas e abertas em nossa vida. O ideal é ficarmos relaxando tudo e adiando tudo para um futuro ilusório. Desistir também é um ótimo exemplo que deixamos para quem tem família. (Amanhã é uma miragem).

• Invista todo seu tempo em ter um corpo idealizado pelo Big Brother, não o saudável, por que o importante é a estética, não o equilíbrio. Faça exercícios físicos que te deixam musculoso ou te estimulem a violência, mas corra do Yoga (que te traz paz e saúde) Tai-chi chuan (longevidade e equilíbrio), dança (celebração da vida).

• Tome ansiolíticos ao invés de fazer exercícios respiratórios, soníferos ao invés de praticar relaxamentos ou fazer massagens.

• Assista muita novela e entre em discussão sobre futebol, política, vida de artistas, Big Brother, e outras pérolas do saber e da paz, assim você será conhecido como uma pessoa normal. Evite arte, teatro, (quanto tempo faz que não assiste?) dança, naturismo, cultura, etc.

• Tenha expectativas positivas de todos os órgãos municipais, estaduais e federais assim você ficará “louco de raiva” quando precisar dos mesmos. Confie plenamente no seu sistema de saúde, segurança, justiça, leis, educação e faça todo o possível para depender dos mesmos.

• Viaje sempre em feriados prolongados por exemplo no carnaval, páscoa e no final do ano, para lugares abarrotados de pessoas o que impede a reflexão a paz e prejudicam a natureza. Jamais busque refúgios em lugares silenciosos, não faça “jejum” de palavras ou jornadas espirituais silenciosas como Santiago de Compostela.

• Quem mora em São Paulo é facílimo ter um infarto ou uma vida miserável: Irrite-se no trânsito e tenha esperança de que seus prefeitos e governantes façam algo ao invés de só cobrarem impostos. Irrite-se com os impostos cobrados pelos parasitas no início do ano e vote ou trabalhe para eles.

• Mastigue pouco os alimentos e beba líquidos com pedras de gelo (causam má digestão e enfraquecimento do estômago). Isso é ótimo para desenvolver a úlcera, atrapalhar a digestão, criar gases. Se isso acontecer, corra até a farmácia e use aquele remédio milagroso que foi indicado pela sua amiga/vizinha.

• Envelheça antes do tempo ou tenha uma velhice doentia tendo uma vida com desgaste emocional, pense só em dinheiro e não faça meditação e nem oração. Faça tudo o que a “sociedade” aconselha e assim será um idoso decrépito bem antes do tempo.

“Os homens… Eles perdem a saúde para juntar dinheiro, depois perdem o dinheiro para recuperar a saúde. E por pensarem ansiosamente no futuro, esquecem do presente de tal forma que acabam por não viver nem o presente, nem o futuro.

E vivem como se nunca fossem morrer…
E morrem como se nunca tivessem vivido…”
Dalai Lama

• Alimente-se todo o tempo e evite os jejuns e monodieta. Ingira muitas frituras, coxinhas, bolinhos, guloseimas e tudo o que for encharcado de óleo reutilizado e não esqueça da gordura artificial.

• Perca o controle, quando não localizar um local para estacionar seu carro ou por ter um transporte público de péssima qualidade. Desenvolva seu stress por isso, que além de acabar com sua vida faz a alegria dos seus dirigentes, assim como crie expectativas dos atendimentos sempre educados e rápidos de alguns órgãos governamentais.

• Use dentaduras e faça implantes dentários ainda na juventude não utilizando fio dental e nem escovando corretamente os dentes.

“As autoridades sanitárias mandam aplicar flúor na água das torneiras, e é bom você ficar feliz com isto. Não que esse tipo de flúor tenha alguma influência na questão das cáries, mas porque, ingerindo constantemente flúor nos alimentos e nos cremes dentais, você pode adquirir outras doenças cuja relação de causa e efeito com o flúor talvez seja difícil, mas possível, como o câncer, a osteoporose, as colagenoses, a arteriosclerose e diversas doenças renais.”

Marcio Bontempo

• Não viva um dia sequer sem produtos com aditivos químicos, açúcar branco, carne principalmente de vaca (visite muitas churrascarias e ajude a acabar com o planeta junto com sua saúde, afinal quem destrói não está nem aí para o próximo). Use pães e massas brancas, sal refinado, frutas e legumes com agrotóxicos, álcool, tabaco e assim terá prisão de ventre, constipação, mau hálito.

• Jamais conheça o sistema de alimentação vegetariano, naturalista, vegano, cereais integrais, ervas medicinais, frutas, saladas, aurículopuntura, massagens, yoga, tai- chi, meditações.

• Trate todos seus relacionamentos afetivos como coisas e não como seres humanos. Seja autoritário, repressor ditatorial, ciumento, grosso e não dê amor, carinho. Assim terão uniões amorosas com seres desequilibrados e medrosos.

• Perca sua vida agora, esqueça de viver, sempre se preocupando com o futuro. Não viva agora e sim tenha o pensamento voltado para o que virá. Todos os mestres ensinam que a chave da felicidade esta no agora, mas não escute isso.

• Perca o contato com o sagrado sendo uma pessoa cruel, insensível, desumana e preconceituosa. Para isso é fácil: Leia e assista programas violentos, aceite líderes psicóticos, trabalhe em empresas anti ecologia, perversas, injustas (são aceitas pelas leis dos homens, mas isso não quer dizer nada). Se quer continuar assim, não freqüente a Humaniversidade, não conheça os Mestres Osho, Ramana, Dolano, Ram Dass, Monja Coen e tantos outros iluminados que hoje habitam o planeta.
Texto de Otávio Leal (Dhyan Prem)

• Esse texto muito baseado e inspirado no trabalho do médico naturalista Márcio Bontempo que foi, e é um de meus mestres e da Humaniversidade na área naturalista, de qualidade de vida, idealismo, amor ao planeta, garra e competência

• O Dr. Márcio Bontempo ensina essa receita extraordinária para ficarmos doentes. Mãos a obra:

Feijoada suculenta

Ingredientes:

200 g de focinho de porco
200 g de rabo de porco
200 g de pé de porco
350 g de costela salgada de porco
250 g de paio
250 g de lingüiça de porco
200 g de lingüiça de vaca
400 g de carne seca
350 g de toucinho fresco de porco
100 g de toucinho defumado de porco
(Obs.: Não seria melhor colocar um Porco inteiro?)

Modo de preparar: Deixar de molho, de véspera, as carnes salgadas, separadas umas das outras. No dia seguinte, fervê-las separadamente, para tirar bem o sal. Numa panela grande, um quilo de feijão preto de modo tradicional. Numa maior, juntar as carnes, acrescentando como tempero louro, cheiro verde, cebola e Pimenta-do-reino a gosto. Servir com arroz, couve picada, laranja e caipirinha com bastante açúcar e gelo.

Efeitos: Se a feijoada não provocar indigestão, diarréia, cólicas e tenesmo logo após a refeição, ajudará a causar outros problemas. O excesso de gorduras polissaturadas e pesadas, quando não ataca de imediato a vesícula e o fígado, enriquece o sangue de material graxo ultrapesado, favorecendo a deposição de gorduras nas artérias, no coração, no fígado, nos rins e assim por diante. Podemos dizer que a feijoada é o prato mais rico do mundo em matérias gordurosas. Meia hora após a ingestão de uma feijoada, se retirarmos uma amostra de sangue venoso, ele estará esbranquiçado, devido à grande quantidade de partículas de gordura dissolvidas. Se este mesmo sangue for colocado em um recipiente para descansar, as partículas gordurosas tenderão a se juntar, formando uma imensa gota de sebo.

Basta ingerir semanalmente este delicioso prato para contrair as seguintes doenças: obesidade, distensão abdominal, putrefação intestinal, arteriosclerose cerebral, aterosclerose coronariana, aterosclerose generalizada, infarto do miocárdio, angina pectoris, reumatismo, artrite, gota, lipomatose, cistos sebáceos, envelhecimento precoce, discinésia vesicular, gastrite, colite, enterite, hemorróidas, varizes, pressão alta, retenção de líquidos, glaucoma e outras.

Bom apetite!

Obs.: Na impossibilidade de preparar uma feijoada fresca, ou mesmo por preguiça, adquira a feijoada enlatada, cujos efeitos são ainda piores.

Otávio Leal

Osho Fala das Terapias

Otávio Leal (Dhyan Prem)
Diversos

Terapia é basicamente uma função do amor, e o amor somente flui quando não há ego. Você só pode ajudar o outro na medida em que você não é egoísta. No momento em que o ego entra, o outro se torna defensivo. O ego é agressivo; ele cria uma necessidade automática no outro de ser defensivo. O amor é não-agressivo. Ele ajuda o outro a permanecer vulnerável, aberto, não-defensivo. Portanto, sem amor não há terapia.

Terapia é uma função do amor. Logo, com ego você não pode ajudar. Você pode até mesmo destruir o outro. Em nome de ajuda você pode até mesmo obstruir o seu crescimento. Mas a psicologia ocidental está numa bagunça. A primeira coisa: a psicologia ocidental ainda pensa em termos de um ego saudável. E o ego nunca pode ser saudável. É uma contradição do próprio termo.

Ego, em si, é doença. O ego não pode nunca ser saudável. O ego está sempre levando você em direção a mais e mais doença. Mas a psicologia ocidental pensa (toda a mentalidade ocidental tem sido) que as pessoas estão sofrendo de egos fracos. As pessoas não estão sofrendo de fraqueza do ego, mas de muito egoísmo.

Mas se a sociedade é orientada pela mentalidade masculina, orientada pela agressividade, o único desejo da sociedade é como conquistar tudo, então naturalmente você tem que abandonar tudo o que é feminino em você, você tem que abandonar metade do seu ser na escuridão – e você tem de viver com a outra metade. A outra metade nunca pode ser saudável, porque a saúde vem da totalidade. O feminino tem de ser aceito. O feminino é o não-ego, o feminino é receptividade, o feminino é amor.

Uma pessoa realmente saudável é alguém que está totalmente equilibrada entre o masculino e o feminino. De fato, é alguém cuja masculinidade foi cortada, destruída por sua feminilidade, que transcendeu a ambos, que não é masculino nem feminino – que simplesmente é. Você não pode categorizá-lo. Este homem é pleno, e este homem é são. E para este homem, no Oriente, nós sempre olhamos como o Mestre.

No Oriente, nós não criamos nada paralelo ao psicoterapeuta. O Oriente criou o Mestre, o Ocidente criou o psicoterapeuta. Quando as pessoas estão mentalmente perturbadas, elas vão à um psiquiatra no Ocidente; no Oriente elas vão à um Mestre.

A função do Mestre é totalmente diferente. Ele não o ajuda a atingir um ego mais forte. Na verdade, ele faz você sentir que o ego que você tem já é demais. Abandone-o! Deixe-o ir! Uma vez que o ego foi abandonado, subitamente você é um, pleno e fluídico. E não há nenhum bloco e nenhum obstáculo…

No Oriente, a nossa abordagem é de que o terapeuta não tem de fazer nenhum trabalho. O terapeuta torna-se simplesmente um veículo para a energia de Deus. Ele tem somente que estar disponível como um bambu oco, de maneira que Deus passe através dele. O curador tem de se tornar simplesmente uma passagem. O paciente é um homem – aos olhos orientais – que perdeu o seu contato com Deus.

Ele se tornou muito egoísta, e perdeu o seu contato com Deus. Ele criou uma tal muralha da China a sua volta que ele não sabe mais o que Deus é, ele não sabe mais o que é a totalidade. Ele está totalmente desconcertado das raízes, da própria fonte da vida. É por isso que ele está doente – mentalmente, fisicamente ou de qualquer outra maneira. A doença significa que ele perdeu a trilha da fonte. O curador (healer), o terapeuta no Oriente, tem como função conectá-lo com a fonte novamente. Ele perdeu a fonte, mas você ainda tem a conexão.

Você segura a mão da pessoa. Ela está escondida atrás de uma parede. Deixe-a estar escondida por detrás da parede. Mesmo se você puder segurar a sua mão através de um buraco na parede… se ela pode confiar em você, ela não pode confiar num Deus, ela não sabe o que Deus significa. A palavra tornou-se sem sentido para ela. Mas ela pode confiar no terapeuta, ela pode dar a mão ao terapeuta. O terapeuta está vazio, simplesmente em sintonia com Deus, e a energia começa a fluir. E esta energia é tão vital, tão rejuvenescedora, que mais cedo ou mais tarde ela dissolve aquelas muralhas da China em volta do paciente, ele tem um vislumbre do não-ego. Este vislumbre o faz são e pleno, nada mais o faz são e pleno.
Portanto, se o próprio terapeuta é um egoísta, então é impossível. Ambos são prisioneiros. Sua prisões são diferentes, mas eles não podem ser de grande ajuda.

Toda a minha abordagem sobre terapia, é de que o terapeuta tem de tornar-se um instrumento de Deus. Eu não estou dizendo não saiba o *know-how. Saiba o know-how! – mas faça este know-how disponível para Deus. Deixe Ele usá-lo. Aprenda psicoterapia, aprenda todos os tipos de terapias. Saiba tudo o que é possível saber, mas não se prenda- a isto. Ponha isto lá, deixe Deus estar disponível através de você. Permita Deus através de todo o seu know-how, permita a Deus fluir através de seu know-how.
Deixe-o ser a fonte da cura e da terapia. Isto é que é amor.

O amor relaxa o outro. O amor dá confiança. ao outro. O amor banha o outro, cura as suas feridas.

 

Por que amo os terapeutas

Otávio Leal (Dhyan Prem)
Diversos

Por mais difíceis e dolorosas que por mais que elas façam hoje o ser humano ficar estressado, reacionário, materialista, duro, desalmado e sem sentimento, esse homem sempre guardará momentos de carinho, cuidados, amor e amizade que recebera na vida.

Abençoado seja quem souber tocar o homem moderno endurecido, despertando a sua sensibilidade, tirando sua baixa-estima, a depressão, o medo e a covardia.
Abençoado quem pode comovê-lo, libertá-lo, atingi-lo na alma, relaxá-lo, dar-lhe prazer e coragem de viver a vida em sua plenitude.

Vocês terapeutas têm esse dom, esse talento de tocar o coração do paciente, tocar a sua alma, sua sensibilidade e libertá-lo, tirá-lo da apatia e auto-destruição.

Você terapeuta tem essa dádiva, não a Humaniversidade, nem eu Otávio Leal, nem a Diana Prem Zeenat ou os seus professores e mestres. Você tem o dom. Você é o diferencial do Planeta. Que ótimo que você existe.
Os habitantes dessa “terra de ninguém” chamada “sociedade”, doentes e desequilibrados vão buscar você para ter paz e felicidade.

Nós da Humaniversidade somos bons quando podemos ensinar algumas práticas, e mostrar caminhos a você terapeuta. Mas você é o diferencial da humanidade, uma dádiva viva, um coração compassivo e ético num planeta caótico e cheio de corrupções.

Que bom que você existe. A cada terapeuta formado, acredito que podemos fazer desse planeta um local ético e feliz. Você me faz acreditar. Você vai até o fim daquilo que se propõe. Você é terapeuta.
Admiro você que sabe que para ser um terapeuta de verdade, terá que fazer muitos esforços, renúncias e sacrifícios. É preciso que você tenha dedicação, coragem, humildade e um sentido de compaixão e transbordamento de amor fraternal para abdicar do seu próprio tempo, energia e muitas vezes saúde com o objetivo de tornar o ser humano mais humano, com o coração compassivo e menos hipócrita e baixo astral.

Amo você terapeuta que como viajante solitário busca tratamentos, pontos de meridianos, ervas, florais, aromas, meditação, músicas e muito mais para equilibrar o seu paciente. Que dedica horas de sua madrugada a estudar sobre o que é melhor para seus pacientes.
Amo você terapeuta, sempre generoso, que vaga pelos corpos e almas de seus amados pacientes, buscando seus segredos mais íntimos, mostrando que vale a pena continuar vivendo e que é possível viajar nos toques de suas mãos.

Admiro-te quando mesmo depois de se formar, estudar, participar de ambulatórios, supervisão, Sat-Sang e cursos extras, você continua se aprimorando com humildade, fazendo de cada atendimento uma nova obra prima.
Eu lhe respeito profundamente quando surges no seu consultório com segurança e com carisma inegável emprestando suas mãos, corpo, alma, sensibilidade e intuição para tratar o ser humano.

Admiro demais os que escolhem esse caminho e profissão que ainda não é totalmente “abraçada” pelos meios acadêmicos “oficiais” e isso faz de ti uma pessoa original, única, pioneira, criativa, ousada, livre e motivada. Pessoas que marcam seu jeito de ser no seu trabalho, que criam uma filosofia de vida – A sua Filosofia e não a das ovelhas seguidoras de rebanho.
Você terapeuta competente que se empresta inteiro, total, se entrega por completo sem preconceitos e reserva tudo de bom que tem para que seu paciente se compreenda, equilibre, se fortaleça e caminhe rumo a construção de tolerância e amor.

Sou um apaixonado por você, que dá um prazer de profundidade abismal aos que te procuram.
Você terapeuta sabe que o dinheiro e a certeza de um mundo melhor não são as únicas recompensas que você pode ter e sim o sorriso, a gratidão, a esperança de levar a felicidade e fazer a diferença no planeta.

Você amado terapeuta sabe que o toque tem que sair do coração e não da cabeça. Assim terapeuta, infinitamente te admiro e te amo, pois você sabe que cada atendimento significa e documenta a grandeza do seu ser.
Amo os terapeutas e por eles as terapias e sei que é por eles que nosso modo de vida é eterno e que jamais será superado por qualquer medicina que tenha de se valer da técnica mecânica. Eu não só te aplaudo, como também sou seu cúmplice e te amo de amor.

Amo Você Terapeuta

Diana Prem Zeenat – por me mostrar quão iluminado e bem preparado pode ser uma pessoa e terapeuta. Abençoado quem estudar com você que é uma das maiores guerreiras, vitoriosas, dedicadas e mais competente terapeuta do planeta.

Conceição Gontijo – por me ensinar na prática o que é um coração compassivo, cheio de amor ao próximo e como um terapeuta pode fazer desse planeta um local mais feliz.

Iassunori Gondo – Seu toque absolutamente forte e “oriental” me ensinaram o que é uma “acupuntura” com os dedos.

Juliana Araújo (Krishna Priyah) e Karuna – pelos seus “toques” de amor e energia nos momentos quando preciso levantar e seguir “na luta”.

João Júlio de Almeida – pelo seu exemplo de como é possível ser um terapeuta com muito bom humor e vitalidade.

Wilma Agnelli – pelo amor e dignidade com que trata seus pacientes. Você me mostra que é possível atender por mais de 2 horas se preciso, sem olhar no relógio.

Texto de Otávio Leal,
baseado em Plínio Marcos
“Canções e reflexões de um palhaço”.

 

Jesus, o Terapeuta Você é um Terapeuta?

 

Otávio Leal (Dhyan Prem)
Diversos

Sempre que alguém me procura para tornar-se um terapeuta, insisto em informar o caráter ecológico, milenar, essencial, ético e libertário dessa escolha. Também aponto, principalmente a quem é um buscador que este é o convite do Mestre Jesus: Seja um curador energético de corpo e alma. Jesus era um terapeuta e te pede sempre para compartilhar deste ideal. Digo que não só esse Mestre curava. A maior parte dos iluminados, vivos ou não, são terapeutas. Hoje alguns iluminados que conheço de uma forma ou outra são terapeutas: Dolano, Hahashya, Gangaji, Kiran, Satya Prem etc.

A palavra terapeuta, de origem grega, indica pessoas que curavam, geralmente com as mãos, numa abordagem holística, total e integral. A palavra terapeuta em aramaico significa saber e cuidar. Saber de si mesmo e cuidar do planeta e do próximo. O terapeuta leva paz ao cliente, daí o nome paz-ciente. Esta é a missão, isso é o que a existência espera do curador.

“E quando andares por terras estranhas cure os que estiverem feridos, pois o mal não é o que entra e sim o que sai da boca do homem”. (Jesus de Nazaré)”

Os terapeutas, desde milênios, além de levarem a paz tinham um contato profundo com o paciente e estimulavam a sua própria capacidade de cura. Eram atenciosos, carinhosos e, provavelmente como você que lê esse texto, se dedicavam a esse nobre ideal.

Jesus era um rabino e foi iniciado na seita judaica dos Essênios, conhecidíssimos como extraordinários terapeutas e um povo que incansavelmente buscava justiça no mundo.
Em hebraico, língua utilizada pelos essênios, a palavra cura é teraf (mesma raiz de terapeuta), a qual significa soltar os nós, abrir, deixar aberto o paciente, aquele que busca estar consciente da sua paz.
Jesus não só foi um dos maiores e mais conhecidos terapeutas curadores, como abria a confiança na cura: “É você quem está se curando”. Apontava na direção de levarmos o amor a todos: “Ama teu próximo como a si mesmo”.

Se você que lê esse texto é um terapeuta, estimula o Chi, a energia do seu paciente e a auto-cura. Você também trabalha sua própria energia com práticas de Tai-chi, yoga, chi-kung, dança sagrada e nos Sat-Sangs. Trabalha o seu corpo e suas emoções, conhece cada suas limitações. Pratica meditação e reconhece-se como um ser iluminado e trata o outro como igual. Tem amor próprio e muita compaixão, que distribui em cada atendimento. Trabalha com ética e carinho.

Como terapeuta você aprende aqui na Humaniversidade a inspirar-se em São Francisco de Assis a respeitar não somente o ser humano, mas toda a Natureza. No Reiki III do sistema tradicional e Dentho é apontado esse amor a todos os seres vivos no símbolo Dai Ko Myo e seu significado.
“Aqueles que têm olhos que vejam”. Meu mestre Osho sempre dizia que “o planeta está doente e precisa de terapeutas”. De nada adianta esperar que os pseudos “dirigentes” façam algo. Depende de nós e a tu fazer a diferença.

Quando você tomou a decisão de ser um terapeuta já sabia que não é somente uma profissão. É uma missão, um chamado da existência que precisa de ti. Que te usa como um arauto de paz.

Tenho insistido muito que, aquele que tem vocação de ser um terapeuta como você, seja total nisso. Tenha a sua dignidade e decência, e faça isso de forma competente.

Não invente desculpas e mentiras medíocres para desistir e torne-se um extraordinário (o contrário de ordinário) terapeuta. Invista seu tempo e energia nisso.
Como alguém pode desistir de sua vocação, se vender por uns trocadinhos e deixar seu sonho e vocação profissional?

Todos no universo são o que são: você nunca verá uma zebra querer ser um leão.
Só o ser humano (não todos) consegue ser o que não é. Busca uma pseudo segurança e foge de seus sonhos. Será que é preciso para não morrer de fome morrer de tédio? Como Jesus dizia “será que é preciso para conquistar o mundo perder sua alma?”.

Eu prefiro morrer de fome a morrer de tédio.

Nosso site: www.salveaterra.com.br é exatamente para pessoas como você, que não desistem de seu sonho e vocação de fazer a diferença no planeta (fazer mesmo, e não achar que faz ). No livro “O Espírito da Saúde”, de Lise Mary há este texto de Jean-Yves Leloup sobre Jesus e os terapeutas, de uma beleza rara:

“Inicialmente os Terapeutas de Alexandria cuidavam do corpo. Nos Evangelhos muitas questões são colocadas sobre este momento da imposição das mãos. A importância da mão através do tocar, através da simples imposição, deixando passar através dela a energia da cura. Jesus é um terapeuta que tem mãos e pede a seus discípulos que imponham as mãos sobre os doentes. Na tradição dos Antigos há um texto que também é encontrado no Evangelho de Tomé, o qual nos diz que temos uma mão na nossa mão. E esta é uma palavra da qual precisamos nos lembrar quando acompanhamos um doente. Porque temos a nossa mão, com o seu conhecimento e a sua competência, mas através dessa mão flui a grande mão da vida.
Jesus cuidava também dos doentes através de sua saliva… Jesus trata os doentes com suas mãos, com sua saliva e também com suas lágrimas…
… Quando Jesus despertava, naqueles que encontrava, o coração de pedra, ou um coração fechado pelo medo e pela recusa, este coração se liquefazia no amor. Por isso dizemos que Jesus era um Terapeuta no sentido físico do termo.
Jesus era também um Terapeuta da alma e da psique. Ele transformava as pessoas em seres capazes de perdão. Perdoar é parar de identificar o outro com as conseqüências negativas de seus atos e parar de nos identificar com as conseqüências negativas de nossos atos. Esta é a própria função do terapeuta. Diante de alguém que está fechado em suas memórias e fechado no encadeamento de causas e efeitos de seus atos, é preciso recolocá-lo em marcha na direção da vida.
Esta é uma bela tradição das bem-aventuranças e, em hebraico, pode-se traduzir bem-aventurado por “Em Marcha!”, como tão bem o fez André Chouraqui. “Em marcha os humilhados do Sopro!…
Em marcha os humildes!…
Em marcha os famintos e sedentos de justiça!.
O ensinamento de Cristo é um convite à caminhada, a ir mais longe, a não se fechar no destino da doença, no destino social. Trata-se, pois, de reabrir a nossa capacidade de ir mais longe.
Jesus é também terapeuta no sentido espiritual do termo, no momento em que ensina seus discípulos a orar. Orar não é recitar preces, mas entrar em relação e em intimidade com a própria fonte do seu ser.
Então Jesus mostrava-se Terapeuta ao ensinar que pela prece o homem podia religar-se à sua fonte. Sabe-se que muitos sofrimentos e doenças ocorrem porque o homem se sente cortado da fonte do seu ser, cortado do seu desejo essencial, cortado do desejo essencial da vida que corre através dele. Quando ele se religa a esta fonte, a cura pode ocorrer. Esta cura ocorre também na comunidade, cada um na religião que é a sua, através do provar de sua própria fonte.”

Esse texto faz parte da formação em naturopatia da Humaniversidade Holística.

Reflexão:

1 – O que ser um terapeuta significa para você?
2 – O que pensarei hoje como terapeuta para curar o planeta e trazer paz, alegria e justiça?
3 – O que falarei hoje como terapeuta para curar o planeta e trazer paz, alegria e justiça?
4 – O que farei hoje como terapeuta para curar o planeta e trazer paz, alegria e justiça?
5 – O que significa para ti o convite do Mestre Jesus: “Quando andares por terras estranhas, cure os que estiverem feridos?”
6 – Qual o teu papel, tua missão no planeta? Quando a existência te deu o dom de ser um terapeuta foi para quê?

* Esse texto foi escrito por mim aos alunos da Humaniversidade.